REALIZAÇÃO, CANSAÇO, CRESCIMENTO INTERIOR


Acredito que a gravidez, o parto e a maternidade transformam a vida de uma mulher, mas não são condições para que uma mulher se desenvolva. Para mim foi muito importante passar por essas transformações e mudei após passar por isso, mas não acho indispensável para todas as mulheres.

Nome: Débora Meister

Idade: 31

Profissão: doula e estudante de psicologia

Quantos filhos: 2

Ano de nascimento dos filhos: 1999 e 2004

Cidade: São Paulo

Estado: SP

E-mail de contato: debora_meister@yahoo.com.br

Autoriza a publicação: Sim

Data de preenchimento do questionário: 03/01/07

1. Que “tipo” de parto você teve?

Parto Normal

2. O que você achou do seu parto?

Foi um parto muito bom, mas poderia ter sido melhor.

3. Quando pensa em seu parto o que lhe vem à mente?

Conquista e ao mesmo tempo sinto que faltou alguma coisa.

4. Amamentou seu/sua bebê?

Sim

5. Até quantos meses?

1 ano e 9 meses.

6. Encontrou dificuldades em amamentar? Quais?

Sim, no começo tive diminuição de leite e minha filha mamava muito, por isso tive que complementar a amamentação durante cerca de 1 semana. Depois dessa semana voltei a amamentar exclusivamente no peito até a idade mencionada acima.

7. Sua visão da maternidade mudou após o parto?

Não digo a visão sobre a maternidade, mas senti que o vínculo estabelecido com minha segunda filha foi diferente do estabelecido com a filha mais velha, nascida de cesárea.

8. Como você se via como mãe nos primeiros meses de vida de seu/sua filho/a?

Me via como uma boa mãe, capaz de cuidar sozinha da minha filha. Tínhamos uma ligação muito forte.

9. O que você pensava sobre a maternidade durante a gestação e depois do parto?

A maternidade requer a tomada de muitas decisões que afetam outra vida (bebê) além da nossa, requer maturidade e responsabilidade. Quando nos tornamos mães nosso foco muda, passamos a pensar mais no bebê e no que é melhor para ele.

10. Mudou de visão nos meses a seguir?

Não

11. O que pensa da maternidade?

A mesma resposta da questão 9, além disso acho que ser mãe é muito cansativo, porém muito prazeroso.

12. Quais são as coisas mais importantes que uma mulher encontra ao se tornar mãe?

Realização, cansaço, crescimento interior.

13. Como você definiria a maternidade?

Uma missão maravilhosa e cansativa, cheia de responsabilidades e conquistas a cada dia.

14. Tem vontade de ter outros filhos?

Às vezes penso no assunto.

15. O ser mãe de hoje é algo que você aprendeu ou veio espontâneo?

Foi algo espontâneo, como se eu já soubesse como ser mãe.

16. O que seu/sua filho/a exige mais de você?

Atenção e disciplina.

17. Qual descoberta a respeito de você mesma a maternidade lhe trouxe?

Que sou uma mulher muito mais paciente e mais forte do que imaginava.

18. Acredita que é uma mulher precisa experimentar a maternidade para desenvolver-se como mulher? Por que?

Acredito que a gravidez, o parto e a maternidade transformam a vida de uma mulher, mas não são condições para que uma mulher se desenvolva. Para mim foi muito importante passar por essas transformações e mudei após passar por isso, mas não acho indispensável para todas as mulheres.

19. O que diria a você mesma antes do parto?

Vai com calma, não esquece de respirar e principalmente, não esquece que você NÃO quer analgesia!!

20. Sua relação com o pai de seu/sua filho/a mudou em consequência da maternidade? Como e por que?

Ficamos mais próximos após o parto, acredito que deva ser em razão de termos passado pelo trabalho de parto e parto juntos.

21. Qual conselho daria às mães de primeira viagem?

Que elas busquem informação para o parto, que escutem a si mesmas antes de qualquer coisa e que caso optem por deixar a natureza agir que se entreguem ao momento.

Leia também o depoimento do marido de Débora, aqui.

#Maternidadetransformadora

Featured Posts
Recent Posts
Archive
Search By Tags
Nenhum tag.
Follow Us
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square