ONDE ESTÁ?

July 6, 2017

 

 Onde está?

Por favor, preciso encontrar!

Faz-me tanta falta

Será que um dia fez parte de mim?

Mas era pra ter feito

Tem que estar por aqui,

Em algum lugar...


E eu preciso achar! Penso que já me foi tirado

Mesmo antes que eu nascesse

E nunca mais me devolveram

Eu não sabia que não estava aqui

E nem sei pra onde levaram

Só dei falta no momento em que precisei

E aí, já era tarde

Não havia mais tempo de encontrar e usar


Onde está o impostor

Quem ele é?

Será que sou eu mesma?

Isso é difícil de acreditar e aceitar!

Eu não vou julga-lo, nem condena-lo

Só quero o que de direito é meu!

E que de mim não devia ter saído

E meu caminho é encontrar


Quem foi que me tirou?

Por favor, devolva-me!

Mesmo que eu nunca use

Mesmo que eu não venha experimentar

Preciso saber que é meu

Que faz parte da mulher que em mim existe

Que eu não estava errada em acreditar

Preciso ter certeza que com ele eu iria conseguir


Onde está? 

Quero encontrar!

Alguém viu onde eu deixei?

Alguém sabe onde encontrar?

É um tesouro que a mim pertence

E que pra mim tem que retornar

Parece em vão minha busca

Mas não consigo parar de buscar


Sinto-me roubada

Por uma cultura?

Por uma história de vida?

Por um mundo?

Não sei! Só sei que preciso achar!

E meu maior medo

É nunca isso encontrar

E viver tendo aceitar

Que com minhas forças, 

Não pude à minha cria, a luz dar!


23/julho/2004 – 15:00hs – Queria descobrir onde esta a minha capacidade de parir. Porque eu não consegui ajudar as minhas filhas nascerem? Quem me tirou esse direito?


* Claudinha é mãe de duas meninas, ambas nascidas de cesárea, reside em Goiânia (GO)

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Featured Posts

ONDE ESTÁ?

July 6, 2017

1/1
Please reload

Recent Posts

April 20, 2020

December 2, 2019

Please reload

Archive
Please reload

Search By Tags