7 CONSELHOS ESSENCIAIS SOBRE ALIMENTAÇÃO PARA BEBÊS

 

 

1. Dê água ao bebê

Quando começam as papinhas, as crianças precisam beber água – ou até  antes disso se são alimentados com fórmulas. A água hidrata e previne a prisão de ventre. Não existe uma quantidade correta e os bebês, infelizmente, não sabem dizer quando estão com sede. Por isso, você deve oferecer sempre que eles estiverem acordados. Lembre-se de que não é somente a água. Os sucos também hidratam. Deixe sempre um copinho ou mamadeira por perto. Com o tempo, eles vão aprender a pedir, apontando o dedinho.

 

2. Comer com as mãos

Os bebês adoram comer com as mãos! Usá-las permite o contato mais direto com a comida e a criança descobre diferentes texturas, cores, aromas, sabores. Fique atento apenas à segurança. Ofereça pedaços pequenos, moles, compatíveis com o tamanho da boca e sua capacidade de mastigação para evitar engasgos e machucados na garganta. Conheça algumas comidinhas que farão sucesso: vegetais cortados em tirinhas, biscoitos (não os recheados), pedacinhos de frutas maduras (separados ou como salada de frutas), fatias pequenas de carne e frango cozidos, pedaços de pãezinhos doces ou salgados, fatias de pão ou torradas com geleia, arroz, sucrilhos sem açúcar, macarrão do tipo parafuso ou penne bem cozido, pedaços de queijos, ovo cozido picado, milho cozido, bolo picado, ervilha.

 

3. Ideias bacanas para fazer sucos

Eles são uma ótima forma de oferecer fibras alimentares, vitaminas e minerais para os bebês, principalmente quando não são coados ou peneirados. No começo, faça sucos com apenas um tipo de fruta. E jamais use açúcar! O sabor suave da fruta dispensa o uso de qualquer tipo de adoçante.

Os primeiros sucos devem ser feitos com frutas ricas em vitamina C, como laranja-lima, acerola, caju, goiaba, laranja-pera e lima. Depois de um mês, você pode incluir sucos de mamão, maçã, pera, cenoura, beterraba e tomate.

Quando o bebê estiver mais acostumado e não mostrar intolerância a nenhum ingrediente, misture frutas e legumes: cenoura com caju; abacaxi com manga; pera com caqui; beterraba com laranja; tomate com maça; mamão com laranja; banana, laranja e maçã; abacaxi, banana e laranja; e cenoura, beterraba e laranja.

 

4. Como lidar com os doces

Bebês já possuem a tendência de gostar mais de doce do que de salgado. Se você oferecer muitos alimentos adoçados, vai alterar sua  percepção dos sabores e ele irá se acostumar com o açúcar. Os doces apresentam calorias vazias, isto é, são alimentos incompletos com poucos nutrientes. Por isso, o recomendado é que as sobremesas sejam frutas em suas versões originais, sem o acréscimo de caldas ou similares. Assim o bebê acostumará seu paladar ao nível de açúcar que existem nelas. Faça assim até pelo menos ele completar 1 ano. Depois, você até pode oferecer doces, mas prefira as sobremesas feitas com frutas, pudins e bolos caseiros. Tente escapar das versões industrializadas.

 

5. O que servir no café da manhã e nos lanches

Quando começam a comer papinhas, os bebês ainda tomam leite no café da manhã. Mas eles podem, sim, acompanhar essa refeição com os pais e experimentar miolo de pão e queijos molinhos, por exemplo. Lá pelos 9 meses, o ideal é que, os que usam fórmulas, bebam o leite em uma caneca. E passem a comer cereais, pedaços de pão, frutas, caminhando para comerem um café da manhã igual ao dos adultos. Vá experimentando para descobrir do que seu bebê mais gosta.

O lanche da manhã para as três fases deve ser sempre à base de frutas – a própria ou suco natural sem adoçar.

Na parte da tarde você pode oferecer:

Torrada com geleia

Pãozinho (bisnaga, pão sírio, integral) com queijo ou manteiga ou cream cheese

Fatias de bolo simples caseiro

Salada de frutas

Mingau de aveia

Vitamina de frutas com leite ou iogurte

Danone

Mini cenourinhas, pepino em palitos

Frutas

Pãozinho de queijo assado

Nozinhos de mussarela ou mussarela de búfala

 

6. Dicas para adaptar a comida da família ao bebê 

Após 1 ano de idade, o bebê deve aprender a comer a comida da casa em pedaços. Mas no começo isso pode ser uma tarefa difícil. Então, só até a criança se adaptar, coloque mais caldo de feijão no arroz e amasse com o garfo. Corte a carne, frango ou peixe em pedaços bem pequenos ou desfie-os. Coloque sempre no prato um vegetal refogado, que pode ser bem picadinho ou pode entrar na forma de purê ou suflê. Com o tempo, seu filho vai se acostumar com os sólidos e comerá da mesma maneira que o resto da casa. É importante lembrar que comidas muito temperadas ou fortes, como um molho de curry ou uma lagosta à thermidor, não farão sucesso nenhum. Nos dias de cardápios mais elaborados, faça uma comida diferente e mais simples para a criança.

 

7. Cuidados com as papinhas no berçário

 Muitos bebês, por causa do trabalho dos pais, fazem suas primeiras refeições no berçário. Desde que você confie na equipe, não há problema algum. Mas esteja atenta para alguns fatos:

Os alimentos oferecidos devem ser frescos e guardados de forma correta e higiênica

Peça para ver o cardápio e verifique se as refeições e os lanches são equilibrados, variados e balanceados (tenha sempre um carboidrato, uma leguminosa, uma proteína e um vegetal, mas que os alimentos variem de um dia pro outro).

Alimentos fritos ou extremamente gordurosos não devem ser oferecidos, jamais.

Conheça a cozinha na hora do preparo das refeições para ver como é.


Sexta-feira, 29 de julho de 2011

Fonte: http://www.bancodesaude.com.br/user/5480/blog/sete-conselhos-essenciais-sobre-alimentacao-bebe

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Featured Posts

ONDE ESTÁ?

July 6, 2017

1/1
Please reload

Recent Posts

April 20, 2020

December 2, 2019

Please reload

Archive
Please reload

Search By Tags