BEBÊ QUE PEGA MAS NÃO SUGA

“Bom dia!

Eu trabalho aqui em Campo Grande (MS) com consultoria em amamentação. Faço um "plantão" gratuito uma vez por semana e no plantão apareceram alguns problemas que estou com dificuldades para resolver. Tive dois casos parecidos! A mãe, com bebê de 5 dias. O problema inicial que motivou a procura por orientação foi a lesão de mamilo. Muita dificuldade de fazer com que o bebê abra bem a boca para fazer uma pega adequada. O bebê chora muito e quando abocanha o peito, se acalma mas não suga, mesmo estando com fome. E assim fica. Chora, põe a boca no peito, e larga.

O que também pude perceber é que a mãe está muito nervosa e passando por uma depressão. Como posso auxiliar para melhorar a pega desse bebe que não fixa no peito?

Tatiana”

Tatiana

Imagina que você está com dor no dedinho do pé porque usa um sapato apertado e mal feito. Me pergunta como pode melhor a dor no dedinho?

Precisa mudar de sapato.

Mamar é um instinto. O bebê aprende a mamar na base de um reflexo fisiológico. Se o bebê pega o peito mas depois o larga, mesmo estando com fome, precisa buscar outras razões fora sua incapacidade de sugar.

Há uma mãe deprimida e nervosa.

Você gostaria de ter sexo com um homem nessas condições, mesmo gostando dele? Se o sexo não funcionar direito, o problema vai ser um defeito físico (seu ou dele), ou dependerá do fato que falta o “clima”?

Bebês são muito sensíveis. Não tem diplomacia, hipocrisias, cegueiras emocionais. Uma mãe deprimida e nervosa não pode conseguir amamentar seu filho com sucesso. Se você já experimentou “técnicas”, sem grandes resultados, precisa agora passar a entender a dimensão humana da situação, pois é lá que se encontra o problema, é lá que a amamentação não funciona apesar das técnicas adequadas.

O bebê não está bem com a mãe que tem. Ele quer mamar, mas o “conteúdo” da mãe que ele ingurgitaria deve ser “amargo demais”. Desagradável mesmo. É inútil forçar a boquinha do coitado a abocanhar e permanecer no bico. Ele não é estúpido, que não sabe fazer isso. Ele não deve estar se sentindo à vontade, querido e amado o suficiente. Não sente segurança, aconchego, tranquilidade para desenvoler suas habilidades de sucção e poder crescer em santa paz de Deus.

Qualquer coisa, estou à disposição.

Um abraço

Adriana Tanese Nogueira, Psicanalista, filósofa, autora, educadora perinatal, fundadora da ONG Amigas do Parto. www.adrianatanesenogueira.org

#Dificuldadedeamamentar

Featured Posts
Recent Posts
Archive