COMO AUMENTAR O LEITE MATERNO DE FORMA NATURAL

Leite materno é o melhor alimento para o bebê, e deve ser farto. Além de melhorar o desenvolvimento físico e neurológico, seu consumo aumenta a velocidade de crescimento e reforça as defesas da criança. O problema é que cada vez mais mães têm dificuldade de amamentar seus filhos, pois a vida urbana e tecnológica pode interferir com a produção de leite. Confira dicas para resolver o problema.

Passo a Passo

1. Cuide da alimentação

Alimente-se bem, com frutas, legumes, raízes, sementes, cereais, carnes frescas e ovos. Parte das vitaminas que você ingere vai para o leite materno, e uma mulher com um uma

alimentação rica e equilibrada garante um leite de qualidade. Durante a amamentação, não é uma boa época para fazer dieta e restrição alimentar. Apenas o ato de amamentar já garante alguns quilos a menos durante o período que o bebê se alimenta no seio, mesmo que a mãe não faça dieta. Se você ganhou muito peso durante a gravidez, espere o fim da amamentação para fazer uma dieta rígida.

2. Beba bastante água

Beba muita água. Recomenda-se, no mínimo, três litros de água ao dia. Amamentar já causa muita sede porque aumenta a demanda do organismo por líquidos. Entretanto, já está provado que, quando aumenta a oferta de água, há também um aumento da produção de leite. Assim, uma forma de produzir muito leite é bebendo muita água.

3. Prepare o bico do peito e previna rachaduras

Rachaduras nos bicos e nas aréolas dos seios estão entre as causas mais comuns de interrupção precoce do aleitamento materno. Para prevenir-las, você deve fazer uma massagem circular com óleo de semente de uva, diariamente, nos últimos dois meses de gestação, seguida de leves beliscões e suaves puxadas no bico. Assim, a pele se prepara para a força de sucção do bebê.

4. Após o início da amamentação

Após o nascimento da criança, umedeça os bicos dos seios com soro fisiológico, antes de oferecê-los ao bebê, e limpe suavemente com um algodão embebido em soro fisiológico após a amamentação. Resíduos de leite, enzimas da saliva e bactérias que se instalam em resíduos microscópicos de leite podem contribuir para as rachaduras. Coloque, também, um pedaço de mamão verde sobre os bicos, três vezes por semana, pois a fruta contém papaína e outras substâncias que protegem o bico do seio e podem até curar rachaduras

existentes, se aplicadas diariamente.

5. Ingira alimentos que podem aumentar a quantidade de leite

Alguns alimentos são conhecidos popularmente por aumentar a quantidade de leite materno. Apesar de não haver comprovação científica, eles são usados por produtores de leite para aumentar a produção em bovinos e ovinos. Os principais alimentos que podem ajudar são a cevada, a alfafa ou o broto de alfafa, o feno grego, o inhame e o próprio leite.

6. Evite alimentos e bebidas ricos em tanino e cafeína

Evite alimentos e chás que podem diminuir a quantidade de leite. Alimentos, temperos e chás ricos em taninos, como caju, banana, goiaba, caqui, marmelo, romã, avelã, tomilho, canela, cravo, chá verde, chá preto, espinheira santa e sálvia podem reduzir a quantidade de leite materno, porque os taninos inibem as enzimas das células das glândulas mamárias. Da mesma forma, mães que estão aleitando devem evitar bebidas ricas em cafeína, como café, mate, coca-cola, chá preto e guaraná.

7. Beba chás que ajudam a aumentar a quantidade de leite materno

Os chás que possuem mais evidência de aumentar a quantidade de leite materno são o de funcho (Foeniculum vulgare) e o de erva doce (Pimpinella anisum). Duas xícaras de chá ao dia, feitas com um pacotinho de chá (2g), estimulam de forma significativa a produção de leite.

8. Evite ao máximo o estresse

Estresse é a causa mais frequente de redução do leite materno. Organize sua vida de forma a se proteger de tensões desnecessárias, e busque logo suporte médico caso fique estressada com algum problema. Uma solução para evitar que o leite seque por estresse é acupuntura.

9. Durma bem

Muitas mulheres que estão aleitando têm dificuldades de ajustar o sono com as mamadas do bebê, e ficam muito cansadas. Isso pode reduzir ou até interromper o aleitamento materno. Caso não esteja dormindo adequadamente, procure rapidamente auxílio médico. Acupuntura e chás calmantes também podem ajudar.

10. Evite tomar qualquer medicamento sem orientação médica

Muitos medicamentos saem no leite materno, afetando o bebê, ou podem reduzir a sua produção. Nunca tome nenhum medicamento, mesmo os de venda livre, sem que tenha sido indicado por seu ginecologista ou obstetra.

11. Coloque adequadamente o bico do seio na boca do bebê

A colocação do bico do seio adequadamente na boca do bebê é importante para a eficiência da sucção. O seu médico poderá orientá-la sobre a forma correta de fazê-lo, mas uma dica inicial é comprimir levemente a base do mamilo e introduzi-lo inteiramente na boca da criança.

12. Deixe a criança mamar livremente

Amamentar é uma função que precisa de tempo. Cada criança tem uma velocidade própria de sucção do leite, e a mãe precisa dar o tempo que a criança demanda. Não dá para amamentar com hora marcada. Assim, o ideal é esperar que a criança esvazie uma mama antes de oferecer a outra. Um bom estímulo de sucção feito pelo bebê é o mais poderoso incentivador à produção de leite materno.

13. Sempre comece pelo seio que a criança terminou na última mamada

A segunda mama é sempre esvaziada com menos eficiência que a primeira. Assim, ela ficará com mais leite residual. Alternar o seio que se oferece em primeiro lugar evita que o leite residual empedre e gera um estímulo de sucção semelhante nas duas mamas, que é saudável para a produção de leite.

14. Antes da mamada, massageie gentilmente os seios

Você poderá melhorar a eficiência das mamadas fazendo um movimento de deslizamento da periferia dos seios em diração aos mamilos, em toda a sua circunferência, lenta e suavemente. Assim, o leite que está nos ácinos (unidades de produção das glândulas) é impulsionado para os ductos, de onde será mais fácil para o beber sugá-lo.

15. Use uma bombinha coletora de leite

Se estiver sobrando leite é um sinal que a mama está produzindo mais do que a criança precisa. Isso é indício de que as dicas estão funcionando, mas, se o leite acumular, ele poderá empedrar, causando uma mastite. O problema é comum quando a criança ainda tem poucos dias de vida e sua demanda de volume de leite ainda é pequena. Entretanto, a criança irá crescer logo e a demanda aumentará. Usando uma bombinha, o leite que sobrou poderá ser ser coletado, e a sucção da bombinha funciona como um estímulo à manutenção da produção de leite. O leite coletado poderá ser congelado para uso na futura alimentação da criança, ou doado a um banco de leite.

Publicado em 08/08/2011

Fonte: http://www.extraexplica.com.br/vida/como-aumentar-o-leite-materno-de-forma-natural/

#Produçãodeleite

Featured Posts
Recent Posts
Archive
Search By Tags
Nenhum tag.
Follow Us
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

© 2018 Amigas do Parto

  • Facebook Basic Black
  • Instagram Basic Black
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now