EMPODERAMENTO. PONTO.

April 1, 2019

Segue abaixo a resposta de Jill no site de Oprah Winfrey sobre parto domiciliar.


Estive lendo algumas das colocações aqui sobre parto domiciliar. As pessoas que amaram, as pessoas que odiaram, as pessoas que acharam que é uma questão de abuso das crianças e de segurança. A questão principal aqui, pessoal, é sobre PODER. Poder de olhar para dentro de você e recorrer a uma força que você jamais soube que havia dentro de você.

 

Poder para dar à luz, e não para que alguém dê à luz por você. Poder para viver, pensar e sentir. Poder sobre seu corpo, seu destino, sua vida. Poder em seu espírito, conectando você mesma com todas as gerações de mulheres de antes de você e com as gerações que ainda estão por vir. Poder que vem da livre escolha e liberdade. Um poder que é tããããããão forte que é um privilégio testemunhá-lo em estado bruto, sem ensaio, sem limites na sua beleza. Poder… Poder… Poder.

 

As mulheres que têm seus filhos com drogas, eu fico pensando. Isto é abuso infantil e da pior forma. Eu me pergunto porque estas mulheres acham tão ruim sentir o bebê abrir caminho para este mundo que elas TÊM que usar drogas ou então morrerão. Eu me pergunto sobre as mulheres que fazem tantas escolhas difíceis nas arenas da vida, mas se sentem tão intimidadas no parto que têm que entregar seus corpos a um medico em nome de um deus-vodu chamado medicina. Eu me pergunto sobre as mulheres que se permitem serem colocadas em pedestais, em perneiras, com as pernas abertas, submetendo seus corpos e almas para o médico/deus. Eu me pergunto quantos exames vaginais constituem um estupro. Eu me pergunto quantos bebês são em ultima instância arrancados para fora do útero de suas mães para depois sofrerem abusos, assim como o corpo de sua mãe sofreu abusos. Em nome da medicina?! O que há de errado nisto tudo??

 

O poder é algo sagrado, você não pode abrir mão dele até que o tenha. Ele não pode ser comprado, vendido ou trocado. Pense nisso na próxima vez que ouvir falar em “parto domiciliar”.

 

Os bebês deveriam nascer em casa, porque é lá que o coração está”.

 

Jill McDanal Mãe de Drew- 4 anos, Hannah- 3 anos, e Noah- 2 anos.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Featured Posts

ONDE ESTÁ?

July 6, 2017

1/1
Please reload

Recent Posts

April 20, 2020

December 2, 2019

Please reload

Archive
Please reload

Search By Tags