A DITADURA DA HUMANIZAÇÃO DO PARTO: UM ALERTA DO INCONSCIENTE

"Vi a X.X. falando em um tom agressivo com um homem, que estava acuado em um canto. Ela falava alto e com o dedo em riste, intimidando o homem. Por fim, ele se retirou, e vi de rosto. Era um homem simples, de chapéu na mão, com ares de roceiro. Ele saiu andando muito acanhado e humilhado."

Este é o sonho de uma mulher que faz parte de uma das maiores listas de discussão sobre humanização do parto. A pessoa que indiquei com X.X. é uma das líderes dessa lista, talvez a mais conhecida e antiga nesse mercado.

A sonhadora é totalmente a favor do parto natural, humanizado e domiciliar. Ela tem mente aberta e pra frente. Não é ainda mãe mas está se preparando. Gosta de todos os assuntos relacionados ao tema humanização e é por isso que começou a frequentar listas e comunidades e a navegar pela internet.

Foi então que ela se deparou com a tal lista de discussão e a comunidade do Orkut a ela relacionada. No início tudo pareceu-lhe bom, mas aos poucos foi pegando uma coisa aqui e e outra alí e foi refletindo. Farejou tensão, percebeu pressão. Notou a humilhação à qual eram sujeitas as que não se encaixam aos decretos leis da "humanização" dessa lista.

Se é verdade que parto natural e domiciliar é melhor, é também verdade que um parto "ótimo" corresponde ao melhor que aquela determinada mulher consegue fazer. Porque parto NÃO se faz pela vontade, não é o resultado de um ato de potência do ego, mas o fruto de uma potência do ser feminino. É algo que certamente se pode desenvolver na vida, não é elitário. Mas não necessariamente é alcançado no espaço limitado e lotado de sentimentos e preocupações como o da gravidez.

Se é absoluta verdade que toda mulher pode parir naturalmente, é FALSO que toda mulher esteja nas condições de parir naturalmente AGORA, nesse preciso momento de sua vida.

Após um dia de intensas leituras, a sonhadora pariu o sonho relatado acima. Nele a grande líder do grupo está humilhando um simplório sujeito da roça. Por que um homem? Porque ele está aqui a representar uma mentalidade, não um sentimento. O que a sonhadora percebeu que ocorre na famosa lista é a humilhação do pensamento de tantas mulheres, tido como simplório, ridículo e ignorante.

Por que um roceiro? Porque ele representa o homem da terra, o estilo de vida simples, rudimentar; não sofisticado, não "elevado". É aqui que se revela o verdadeiro rosto dessa humanização de altos padrões: ela é preconceituosa, arrogante e autoritária.

Essa humanização representa o ideal apolíneo, altivo e duro, inflexível e presunçoso que despreza tudo o que não chega ao seu nível. Olha com desdém para a realidade interior feminina, contraditória, emotiva, sensível, insegura e confusa. Insolentemente, contrapõe-lhe a "vontade". A "vontade de poder" que soberana deve dominar sobre tudo o que contrasta seu caminho.

A tão aclamada "vontade" nada mais é que o ego erguendo-se senhor supremo e impondo sua lei sobre as demais partes da psicologia individual. O resultado disso, como muitos casos o comprovam é o fracasso. A própria promotora dessa ideologia jamais experimentou o parto ativo.

Há muita desinformação, é a realidade. Há muita ingenuidade e submissão feminina, sabemos disso. Há também a manipulação dos médicos, sem dúvida. Mas a imposição de uma ordem mesmo que cientificamente embasada, mesmo que sancionada pelo ideário do protagonismo feminino e por uma perspectiva de futuro melhor é tão estúpida quanto à imposição da cesárea pela ignorância coletiva e interesse médico.

Humanização imposta é ditadura a serviço da autoridade de uns poucos, aliás, frequentemente de umas poucas. Queremos promover as mulheres, estimular sua independência e direitos ou queremos seguidoras tapadas para nos sentirmos poderosas donas da verdade?

Adriana Tanese Nogueira, Psicanalista, filósofa, autora, educadora perinatal, fundadora da ONG Amigas do Parto. www.adrianatanesenogueira.org

#humanizacao

Featured Posts
Recent Posts
Archive
Search By Tags
Nenhum tag.
Follow Us
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

© 2018 Amigas do Parto

  • Facebook Basic Black
  • Instagram Basic Black
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now