A CESÁREA DAS CELEBRIDADES

June 28, 2019


"Hola, quería compartir contigo una inquietud que siempre tengo. Cómo influirá en las personas en general el hecho de que la mayoría de celebridades opten por cesáreas?

 

Por ejemplo: el bebé de Ivete Sangalo acabó de nacer por cesárea. Siendo ella una mujer tan saludable, con una condición física mucho mejor que la de la mayoría de mujeres, llegó al hospital diciendo que tenía contracciones, en otras notas de prensa parece que era programada, pero al final fue una cesárea. Qué piensas???"

 

Olá Ana Paula!

 

O que penso é que Ivete Sangalo subestimou o parto. Ela disse que queria parto normal porque era uma pessoa pública e queria dar exemplo. Isso significa que ela tem conhecimento da importância do parto normal. Ela sabe muito bem que a cesárea virou moda e não queria reforçar essa tendência. No final, porém, entrou na fileira das cesariadas. Por que? Porque é muito mais fácil falar do que fazer.

 

Penso que as celebridades estão tão ou mais alienadas de suas capacidades femininas quanto as demais mulheres. Ela fez questão de não deixar de trabalhar, se a gari que varre sua rua e está grávida pode trabalhar, por que ela não poderia? Afinal, tem dois médicos que a acompanham (sic). E se diz que gravidez não é doença… Para que dois médicos então?

 

Talvez não surpreenda que só sobra a cesárea. Ela marcou uma cesárea. Porque o parto não se faz a palavras.

 

É uma lástima que as celebridades dêem um exemplo tão negativo, mas o que poderíamos esperar delas? Elas são celebridades porque estão dentro de um sistema. Uma dos efeitos colaterais deste sistema é a cesárea. Nenhuma surpresa com relação a isso. As coisas e as pessoas não estão compartimentadas.

 

A cesárea pertence a um tipo de mundo, a um tipo de modo de viver, de pensar e de ser. Uma das características desse mundo é não ter tempo para o parto. Parir e nascer são eventos desconfortavelmente escorregadíos quando se tem uma agenda para honrar. Também, não existem o tempo e as condições para aquele centramento interior e o resgate das profundidade da fêmea parideira que permite um saudável parto natural. Não cabe, não tem nada a ver.

 

Ivete Sangalo, com sua escolha, demonstrou que ela não é esquizofrênica, mas perfeitamente normal, perfeitamente adaptada ao sistema. Suas intenções foram louváveis. Ela tem consciência da superioridade do parto normal sobre a cesárea eletiva, mas não teve as condições psico-socias de realizar o desejado – assim como muitas outras mulheres.

 

Abraços



Adriana Tanese Nogueira, Psicanalista, filósofa, autora, educadora perinatal, fundadora da ONG Amigas do Parto. www.adrianatanesenogueira.org

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Featured Posts

ONDE ESTÁ?

July 6, 2017

1/1
Please reload

Recent Posts

April 20, 2020

December 2, 2019

Please reload

Archive
Please reload

Search By Tags