DIANTE DE UMA GESTANTE QUE QUER CESÁREA - Experiência de uma doula

August 20, 2019

 

Por Maria Zilda Simoni Torres

 

Santo André (SP)

 

maria_simoni@live.com

 

 

 

Vivi essa experiência com uma amiga, que tinha muito medo do parto normal. Ela ouvia histórias da carrochinha, onde mulheres tinham sofrido violências obstétricas, mulheres que tiveram parto normal e diziam que a dor era horrível, que sofreram fórceps e coisas desse nível.

 

 

 

Ela me deu espaço para conversamos sobre tipos de parto. Foi

então que começamos a falar sobre parto normal e natural, seus benefícios, a maneira como o corpo trabalha sozinho, sem necessidade de quaisquer intervenções de outros meios. Que toda mulher é capaz de parir, gorda ou magra, alta ou baixa, negra ou parda, que o parto é pra todas e que se ela quisesse ela poderia ter o parto dela assim.

 

 

 

Mas ainda assim tinha aquelas perguntas assombrando sua cabeça como por exemplo: e se o bebê passar da hora? Como reconhecer que estou entrando em trabalho de parto? A dor é insuportável?

 

 

 

Foi então que pesquisei muito, conversei com outras doulas, com obstetrizes nas redes sociais e obtive informações com base cientifica para levar a ela uma informação livre de dúvidas. Apresentei todas as evidências, mas deixei bem claro que a protagonista do parto é ela, que eu estou ali simplesmente para proporcionar alivio, conforto, tranquilidade e segurança diante da decisão que ela tomar; não sou responsável e nem posso ser por tomar decisões por ela ou forçar uma situação.

 

 

 

Eu esperava que ela fizesse a melhor escolha, que fisiologicamente seria o parto natural, livre de intervenções e violências. Para minha felicidade, ela pariu lindamente uma menina com 40 semanas 3 dias num parto natural!!!

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Featured Posts

ONDE ESTÁ?

July 6, 2017

1/1
Please reload

Recent Posts

April 20, 2020

December 2, 2019

Please reload

Archive
Please reload

Search By Tags