O AMOR INCONDICIONAL, A PACIÊNCIA, A MATURIDADE

August 28, 2019

Acredito que a maternidade não é para todas, algumas mulheres não nasceram para isso, mas as que pensam no assunto com amor sim, desenvolvem-se com a maternidade.


 

Nome: Fernanda F.M.Olmedila

Idade: 29

Profissão: dona de casa 

Quantos filhos:1

Ano de nascimento dos filhos: 2005

Cidade: São Paulo

Estado: SP

E-mail de contato: kikaspita@ig.com.br

Autoriza a publicação: sim

Data de preenchimento do questionário: 18/01/2007




Que “tipo” de parto você teve?

Cesáreo.


O que você achou do seu parto?

Foi bom e muito tranquilo.


Quando pensa em seu parto o que lhe vem à mente Que poderia ter esperado mais um pouco.Amamentou seu/sua bebê?

Sim.


Até quantos meses?

Ainda amamento.


Encontrou dificuldades em amamentar? Quais?

No começo sim, fiquei com os seios machucados e cortados, mas após duas semanas tudo estava normalizado.


Sua visão da maternidade mudou após o parto?

Sim.


Como você se via como mãe nos primeiros meses de vida de seu/sua filho/a?

Me surpreendi comigo mesma pois sempre achei que não tinha paciência e descobri ser muito paciente.


O que você pensava sobre a maternidade durante a gestação e depois do parto?

Tive medo de falhar, mas depois parecia que já era mãe há muito tempo,


Mudou de visão nos meses a seguir?

Não, as vezes ainda me surpreendo comigo.


O que pensa da maternidade?

Que é a melhor coisa do mundo, embora muito cansativa e que exige muita responsabilidade, vale a pena tudo!


Quais são as coisas mais importantes que uma mulher encontra ao se tornar mãe?

O amor incondicional, a paciência, a maturidade.


Como você definiria a maternidade?

A melhor coisa do mundo.


Tem vontade de ter outros filhos?

Sim.


O ser mãe de hoje é algo que você aprendeu ou veio espontâneo?

Veio espontâneo.


O que seu/sua filho/a exige mais de você?

Atenção, tempo, paciência, amor.


Quais descobertas a respeito de você mesma a maternidade lhe trouxe? 

Me fez aprender a esperar, a ter paciência e saber amar acima de tudo.


Acredita que é uma mulher precisa experimentar a maternidade para desenvolver-se como mulher? Por que?

Acredito que a maternidade não é para todas, algumas mulheres não nasceram para isso, mas as que pensam no assunto com amor sim, desenvolvem-se com a maternidade.


O que diria a você mesma antes do parto?

Tenha mais calma e espere mais uns dias.


Sua relação com o pai de seu/sua filho/a mudou em consequência da maternidade? Como e por que?

Sim, ficamos mais amigos, mais unidos e mais compreensivos um com o outro, além de nos amarmos mais do que antes.


Qual conselho daria às mães de primeira viagem?

Para enfrentarem os medos porque são neles que aprendemos o que fazer e como fazer e para terem muita certeza de que querem ser mães, porque isso é uma coisa que não se desfaz depois e é bastante trabalhoso.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Featured Posts

ONDE ESTÁ?

July 6, 2017

1/1
Please reload

Recent Posts

April 20, 2020

December 2, 2019

Please reload

Archive
Please reload

Search By Tags